Choro Carioca

Saturday, September 01, 2007

Olá depois de um certo periodo pardo voltamos com tudo e de primeira estamos colacando as musicas gravadas pelo primeiro grupo formado com Pixinguinha (flauta). A imagem acima não do disco que tiramos as musicas pois estas aqui vieram direto dos 78 rpm. Leia a baixo o encarte do CD que trouxe de volta os grupos choro carioca e Grupo Carioca. Se puderem deem uma olhada nas imformações contidas nas Tags do mp3. E tb nos informen mais sobre este conjunto e periodo etc.
Um grande abraço e até a proxima
"Raridade Pura" é disso que gosto


" No conjunto Choro Carioca o flautista Pixinguinha faz sua estréia fonográfica aos 14 anos, ao lado do mestre Irineu de Almeida (bombardino e oficleide), do paulista Bonfiglio de Oliveira (pistom), acompanhado de três irmãos: Leo, Otávio (violões) e Henrique Viana (cavaquinho).


O contraponto (melodia de acompanhamento que dialoga com a melodia principal), uma das principais características da linguagem do choro, é o grande destaque das gravações do conjunto Choro Carioca, revelado tanto na composição como na execução de seus integrantes.
Irineu de Almeida (1873-1916), professor de Pixinguinha, tocava bombardino, trombone e oficleide (instrumento de chaves com corpo cônico, similar ao saxofone e com bocal similar ao de um trombone, muito popular na época mas hoje praticamente extinto). Formou-se nos cursos de harmonia, contraponto e fuga do Conservatório Imperial de Música e dominava com maestria a arte do contraponto.
A influência da arte de Irineu de Almeida foi decisiva na obra de Pixinguinha. Isso se torna flagrante quando ouvimos o diálogo constante entre o oficleide e a flauta nas execuções das polcas Massada, de Lulu Cavaquinho, Daynéia, Nininha e Albertina, todas de autoria de Irineu, que nos remetem automaticamente às interpretações de Pixinguinha e Benedito Lacerda feitas trinta anos mais tarde. Nas duas últimas encontramos o efeito "pergunta e resposta" amplamente utilizado na obra de Pixinguinha em músicas clássicas como Sofres Porque Queres, Ainda Me Recordo e Ele e Eu. Este efeito ocorre quando a linha melódica dos baixos (no jargão do choro conhecido como "baixaria") é incorporada à música.
As polcas de autoria de Pixinguinha, Carne Assada e Não Tem Nome, contam com a participação do pistonista de Guaratinguetá Bonfiglio de Oliveira (1894-1940), que revela grande categoria ao dividir os contrapontos com Irineu de Almeida. Na apresentação de suas composições - a polca Guará e a valsa Rosecler - Bonfiglio, ainda em início de carreira, demonstra total domínio de seu instrumento, em execuções primorosas com afinação e fraseados perfeitos. As intervenções de Pixinguinha na flauta comprovam a assimilação dos ensinamentos de seu mestre e o despontar de seu talento. " (TEXTO EXTRAÍDO DO ENCARTE DO CD CHORO CARIOCA E GRUPO CARIOCA)





BAIXE AQUI E OUÇA


http://www.4shared.com/file/22631442/206e667d/Choro_Carioca.html?dirPwdVerified=b780f96a

8 comentários:

Dani said...

Oi Natã conheci hj seu blog e já vou add nos favoritos , adoro esse tipo de musica um grande abraço DAni

Fran said...

Muito legal esse album hin, nota 10!
E continue com o Flog, realmente são alternativas muito boas para quem quer ter acesso a musica de qualidde. Vá em frente, você está de parabéns!

:D

Anonymous said...

Parabens!
Blog de muito bom gosto...

Rubens Rocha said...

é bom saber q há pessoas q apreciam a boa musica, perabéns pelo seu blog... mto bom mesmo...
visite o meu..
www.paz-e-humor.blogspot.com
abraço...

**** said...

nossa....maravilhoso seu blog... descobri hj e já encontro de cara falando sobre o mestre pixinguinha... adorei ..parabéns

Marcos said...

Muito obrigado por seu trabalho,você tem disponibilizado um material fascinante !

Fiz propaganda desse sítio nesse fórum : http://metalforum.forumeiros.com/musica-brasileira-f10/

Que apesar do nome possui uma seção voltada à música brasileira,da qual sou moderador.Caso alguém queira se cadastrar será muito bem vindo.

Anonymous said...

DE MUITO BOM GOSTO, FAÇO VOTOS QUE ACRESCENTE CADA VEZ MAIS RARIDADES COMO AS SE ENCONTRAM AQ.
PARABÉNS!!!!

Renato Torquato said...

Poxa... parabéns! sem querer me deparei com o teu blog e não pude deixar de ler e baixar tudo! Também não posso deixar de elogiá-lo pela iniciativa!