No Tempo de Noel Rosa- Rádio Tupi/Radio USP

Thursday, April 30, 2009


TODO CONTEÚDO PARA DOWNLOAD ESTÁ AGORA NO BLOG

ACESSEM


Caros amigos leitores desse blog, finalmente consegui terminar de upar todo os programas da série No Tempo de Noel apresentada originalmente entre abril e setembro de 1951 pelo jornalista Henrique Foréis - O Almirante. Este programa foi apresentado todas sextas-feiras as 21 horas pela Radio Tupi do Rio de Janeiro. Cada programa tinha em média 30 minutos e eram feitos ao vivo, com a equipe de radio teatro da Tupi, orquestra regida pelo Maestro Carioca e o Regional de Claudionor Cruz. Ainda se apresentam, durante a série, grandes interpretes da musica na época, como Araci de Almeida.

Apresentamos aqui a compilação de TODOS os programas da série, feita pelo apresentador e pesquisador Milton Parron para o seu programa "Memória" na Radio USP. Assim em cada programa da Radio USP estão duas edições da epóca, totalizando assim 10 programas.

Fico feliz, na verdade muito feliz, com a resposta em downloads e coments sobre esse post. Acho que muitos estão tendo a mesma alegria que tive ao ouvir esses áudios no programa do Milton Parron da Rádio USP. E como logo no primeiro programa ele disse "aproveitem para gravar" assim o fiz. Então todos os créditos ao Memoria e seu lider Milton Parron.

Também agradeço a ajuda do amigo José Juvenal do Orkut grande colecionador e estudioso da musica brasileira.

Bem aqui nesse post estão os links para todos os áudios que estavam faltando condensei tudo aqui por favor que comentou comenta de novo.

Grande Abraço e boa audição (a gente gosta é do chiadinho...)


TODO CONTEÚDO PARA DOWNLOAD ESTÁ AGORA NO BLOG
http://vieirinhablog.wordpress.com/

ACESSEM


Programa 01 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 02 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 03 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 04 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 05 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 06 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 07 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 08 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 09 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 10 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Programa 11 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006
Grande Abraço a tod@s


Noel pelo Almirante, terceiro programa

Saturday, April 11, 2009
Noel pelo Almirante, terceiro programa

No terceiro programa Memória a respeito da série No Tempo de Noel Rosa, Almirante relembra que no inicio da década de 30, Noel se esmerava em ser solista de violão. O programa traz várias raridades e apresenta uma faceta até então pouco conhecida do criador de Com que Roupa.
Este programa foi ao ar no dia 09 de abril de 2006.

Tudo ta aqui agora link para todos os programas

No Tempo de Noel - Rádio USP/Rádio Tupi

Sunday, January 25, 2009
Olá a todos,

Amigos!! Mais uma vez passado um hiato, sem postagens, mas sempre recebendo mensagens dos leitores desse blog, volto a postar uma das coisas que adquiri nos últimos tempos de “colheita cultural”.

É o seguinte:

A radio USP nos meses de março, abril e maio do ano de 2006 levou ao ar uma série de programas que reapresentava o programa do mestre do rádio Henrique Foréis, o Almirante. Programa esse assim descrito no site da Radio USP

"A série No Tempo de Noel Rosa compõe-se de 21 programas de meia hora cada e Almirante o apresentou ao vivo na Rádio Tupi de 20 de abril a setembro de 1951. Sem dúvida um clássico do rádio e da música popular brasileira."
Almirante além de um dos maiores comunicadores do rádio foi ainda amigo próximo de Noel Rosa, desta forma conta de maneira terna e factual os passos do Poeta da Vila. Conta ainda com a participação da interprete Araci de Almeida, cantando e representando passagens da vida de Noel.
Postarei um programa por post, que no caso representa 2 programas da Rádio Tupi, totalizando 11 programas da Radio USP. O programa em questão é o Mémoria, comandado pelo estudioso e pesquisador Milton Parron. É raridade do jeito que a gente gosta....

OBS: Agradeço ao Juvenal amigo e parceiro do orkut que me ajudou a finalizar essa coleção

Programa 01 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006

Programa 02 - No Tempo de Noel - Radio USP (RADIO TUPI) - 2006

"Neste programa Almirante relembra a infância de Noel e o apelido que tanto o incomodava Queixinho. Ele também demonstra como Noel traçou um mapa geográfico dos morros cariocas através das suas canções. Basta lembrar Mangueira, Portela, etc.... As outras você escuta no programa." (http://www.radio.usp.br/programa.php?id=13&edicao=060402)

tudo aqui agora link para todos

Trechos do depoimento de Jacob do Bandolin ao MIS

Tuesday, March 11, 2008
Trechos do depoimento ao MIS

Depoimento prestado por Jacob, ao Museu da Imagem e do Som/RJ, na presença dos entrevistadores Sergio Cabral, Sergio Bittencourt e Ricardo Cravo Albin, em 24.02.1967.


http://www.4shared.com/file/40503290/458eddf5/Jacob_do_Bandolim_Entrevista_MIS.html


Retirado do Ótimo site

http://www.jacobdobandolim.com.br/jacob/jacob.html

Choro Carioca

Saturday, September 01, 2007

Olá depois de um certo periodo pardo voltamos com tudo e de primeira estamos colacando as musicas gravadas pelo primeiro grupo formado com Pixinguinha (flauta). A imagem acima não do disco que tiramos as musicas pois estas aqui vieram direto dos 78 rpm. Leia a baixo o encarte do CD que trouxe de volta os grupos choro carioca e Grupo Carioca. Se puderem deem uma olhada nas imformações contidas nas Tags do mp3. E tb nos informen mais sobre este conjunto e periodo etc.
Um grande abraço e até a proxima
"Raridade Pura" é disso que gosto


" No conjunto Choro Carioca o flautista Pixinguinha faz sua estréia fonográfica aos 14 anos, ao lado do mestre Irineu de Almeida (bombardino e oficleide), do paulista Bonfiglio de Oliveira (pistom), acompanhado de três irmãos: Leo, Otávio (violões) e Henrique Viana (cavaquinho).


O contraponto (melodia de acompanhamento que dialoga com a melodia principal), uma das principais características da linguagem do choro, é o grande destaque das gravações do conjunto Choro Carioca, revelado tanto na composição como na execução de seus integrantes.
Irineu de Almeida (1873-1916), professor de Pixinguinha, tocava bombardino, trombone e oficleide (instrumento de chaves com corpo cônico, similar ao saxofone e com bocal similar ao de um trombone, muito popular na época mas hoje praticamente extinto). Formou-se nos cursos de harmonia, contraponto e fuga do Conservatório Imperial de Música e dominava com maestria a arte do contraponto.
A influência da arte de Irineu de Almeida foi decisiva na obra de Pixinguinha. Isso se torna flagrante quando ouvimos o diálogo constante entre o oficleide e a flauta nas execuções das polcas Massada, de Lulu Cavaquinho, Daynéia, Nininha e Albertina, todas de autoria de Irineu, que nos remetem automaticamente às interpretações de Pixinguinha e Benedito Lacerda feitas trinta anos mais tarde. Nas duas últimas encontramos o efeito "pergunta e resposta" amplamente utilizado na obra de Pixinguinha em músicas clássicas como Sofres Porque Queres, Ainda Me Recordo e Ele e Eu. Este efeito ocorre quando a linha melódica dos baixos (no jargão do choro conhecido como "baixaria") é incorporada à música.
As polcas de autoria de Pixinguinha, Carne Assada e Não Tem Nome, contam com a participação do pistonista de Guaratinguetá Bonfiglio de Oliveira (1894-1940), que revela grande categoria ao dividir os contrapontos com Irineu de Almeida. Na apresentação de suas composições - a polca Guará e a valsa Rosecler - Bonfiglio, ainda em início de carreira, demonstra total domínio de seu instrumento, em execuções primorosas com afinação e fraseados perfeitos. As intervenções de Pixinguinha na flauta comprovam a assimilação dos ensinamentos de seu mestre e o despontar de seu talento. " (TEXTO EXTRAÍDO DO ENCARTE DO CD CHORO CARIOCA E GRUPO CARIOCA)





BAIXE AQUI E OUÇA


http://www.4shared.com/file/22631442/206e667d/Choro_Carioca.html?dirPwdVerified=b780f96a

Jacó do Bandolim - O Início

Tuesday, April 24, 2007
Depois de rodar desde 1930 por diversos programas, desde quando amador até um dos mais requisitados músicos nas rádios, Jacob do Bandolim(ou Jacó) passou por diversos palcos individualmente ou em grupos, acompanhando vários astros da época como Ataulfo Alves, com que gravou a celebre "Amélia" em 1942 fazendo o bandolim que introduz a música, ou ainda com Nelson Gonçalves no estouro "Marina" de Caymmi em 1947. Até chegarmos ao final da década de 40, que também foi marcada pelo final da 2º Guerra Mundial, e finalmente as primeiras gravações próprias em disco de Jacob do Bandolim, um dos mais inventivos e virtuosos mestres da musica nacional, seu perfeccionismo e tempero combinados em 6 discos 78 rpm, que compõem-se de valsas e choros belíssimos. Vos deixo ai com mais essa raridade. Ouçam e comentem isso também é muito bom.
Um abraço e até a próxima
Natã


Treme-treme / Glória (1947) Continental 78
Salões imperiais / Flamengo (1948) Continental 78
Remeleixo / Feia (1948) Continental 78
Cabuloso / Flor amorosa (1949) Continental 78
Despertar da montanha / Língua de preto (1949) RCA Victor 78
Flor do abacate / Dolente (1949) RCA Victor 78


O melhor site sobre Jacob que já vi até agora, muito bom mesmo
http://www.jacobdobandolim.com.br/jacob/jacobdobandolim.html

Comentem!! O blog Merece

Saturday, March 24, 2007
Pessoal peço para aqueles que cheguem a este blog que comentem algo, pois é meio estranho postar algo que chamou uma certa atenção (temos pelo menos 25 visitas diarias-o contador tem uns 4 dias apenas) e com pessoas fazendo o downloads sempre. O comentario nos serve como incentivo e como testemunha do avanço do blog. Temos aqui um serviço tão bom que acredito que não merece ser parado. Então me ajudem pois ainda tem muita coisa pra postar e acho que vai ser muito interessante se vcs participarem e divulgarem. "O blog merece"
Conto com isso
Um Abraço
Natã

Garoto e Carolina Cardoso de Menezes

Wednesday, March 21, 2007
No ano de 1942 o grandioso violonista Garoto junta-se a jovem e destacada pianista Carolina Menezes para começar o que viria a ser uma serie de 5 discos 78 rpm, totalizando 10 músicas. O primeiro levou as musicas "Maria Elena/Amoroso (1942) Victor 78". No ano seguinte foi a vez das músicas "Amor-Cielito lindo (Ritmo de fox)/Jalousie (Ritmo de folx) (1943)" e ainda os classicos de uma só vez na mesma bolacha "Tico tico no fubá/Carinhoso (1943) Victor 78"(uma maravilha de disco). Em 1944 os dois ultimos discos "Dor de um coração/Os patinadores (1944) Victor 78" e "Rato, rato/Fala bandolim (1944) Victor 78". Estes discos são compostos de ritmos diferenciados são choros, sambas, fox. No Dicionario Cravo Albim há informaçoes difrentes dando conta em um momento de outro disco, um sexto, com as musicas "Un peu d'amour", de Adrian Ross e "Amoureuse", e Rodolphe Berger".
Apresentamos aqui para vcs essas raridades (roros mesmos) de dois grandes artistas, confiram Garoto tocando um tipo de 'guitarra' com dedeira como no blues (slide guitar). Coloco aqui 4 destes discos, pois não tenho os outros, quem tiver ponha o link por favor
Então é só


Maria Elena/Amoroso (1942) Victor 78

Amor-Cielito lindo (Ritmo de fox)/Jalousie (Ritmo de fox) (1943)

Tico tico no fubá/Carinhoso (1943) Victor 78

Dor de um coração/Os patinadores (1944) Victor 78

João da Baiana - História do Samba

Sunday, March 04, 2007
Nasceu no Rio de Janeiro, em uma família baiana de 12 irmãos, em que era o mais novo. Na infância freqüentou as rodas de samba e macumba que aconteciam clandestinamente nos terreiros cariocas. Participou de blocos carnavalescos e é tido como o introdutor do pandeiro no samba. Teve por muito tempo um emprego fixo não relacionado a música, tendo inclusive recusado, em 1922, viajar com Pixinguinha e os Oito Batutas para não perder o posto de fiscal da Marinha. A partir de 1923 passou a compor e a gravar em programas de rádio, e em 1928 foi contratado como ritmista. Além do pandeiros, sua especialidade era o prato e faca, popular nas gravações da época. Algumas de suas composições da época foram "Pelo Amor da Mulata", "Mulher Cruel", "Pedindo Vingança" e "O Futuro É uma Caveira". Integrou alguns dos pioneiros grupos profissionais de samba, entre eles o Conjunto dos Moles, Grupo do Louro, Grupo da Guarda Velha e Diabos do Céu. Participou da famosa gravação organizada por Heitor Villa-Lobos a bordo do navio "Uruguai" em 1940, para o disco "Native Brazilian Music", do maestro Leopold Stokowski, com sua música "Ke-ke-re-ké". Na década de 50 voltou a se apresentar nos shows do Grupo da Velha Guarda organizados por Almirante, e continuou compondo até a década de 70. Em 1968 gravou com Pixinguinha e Clementina de Jesus o histórico LP "Gente da Antiga", produzido por Hermínio Bello de Carvalho, onde lançou, entre outras, as ancestrais "Cabide de Molambo" e "Batuque na Cozinha", depois regravada por Martinho da Vila.

Músicas tiradas da minha comunidade no orkut
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=18725767

www.4shared.com/file/25954876/895b810a/Joo_da_Baiana_Por_ele_mesmo.html?dirPwdVerified=fee22c9c


Manezinho Araújo - O sertão nos primordios da música

Saturday, March 03, 2007
Manezino Araújo

Cantor. Compositor. Jornalista. Pintor. Começou a interessar-se por música ainda menino. Na adolescência começou a freqüentar as rodas de boêmia no bairro de Casa Amarela, onde ficava o colégio em que estudava. Conheceu, nesse período, o artista Minona Carneiro, cantador de emboladas que lhe ensinou os segredos da arte de cantá-las. Em 1930, engajou-se como soldado na luta revolucionária que sacudia o país. Seu pelotão marchou até a Bahia, onde chegou com o conflito entre forças legalistas e revolucionárias já encerrado. Sua tropa recebeu como prêmio uma viajem até o Rio de Janeiro. Na então capital federal, apresentou um pouco de sua vocação de cantador de emboladas, apresentando-se em alguns cassinos. Pouco depois retornou para Pernambuco...(leia mais)

MP3 pra baixar 78 rpm raros

Eu mi ri de iscangaiá
http://www.4shared.com/file/11659638/79ed0dfb/Manezinho_Arajo_Eu_Me_Ri_de_Iscangai.html
Segura o Gato
http://www.4shared.com/file/11660214/7fccbed4/Manezinho_Araujo_Segura_o_Gato.html
De fazê admirá
http://www.4shared.com/file/11660524/51aefb92/Manezinho_Arajo_De_Faz_Admir.html
Mulher Rendeira
http://www.4shared.com/file/11660919/d282d88/Manezinho_Arajo_Mulh_Rendeira.html

Reporter Esso e a Morte de Hitler

Saturday, August 19, 2006
Esse aí todo mundo sabe quem o cara que fez a burguesia europeia ficar de cabelos em pé, o proletariado ser massacrado por uma ideologia a serviço da destruição, só lembro do que Marx falava, que sobre certas crises o capitalismo cria o seus proprios meios de subsistencia e uma delas é a destruição. O arquivo que trago aqui é do mais famoso e forte radiojornal que houve na America Latina, o Reporter Esso, neste pequeno arquivo o locutor anuncia para todo o Brasil a morte (30 de abril de 45)do homem mais temido e por alguns admirados daquela epoca. o arquivo nos mostra quanta força o rádio da epoca tinha, pois o mesmo intimidava e levava a população ao delirio. O fim da guerra, pena que aqui não era mesmo o fim, houve ainda do lado "amigo" a Little Boy , Hiroxima e Nagasaki.
Bem o fato é vcs tem em mãos uma preciosa gravação.

http://www.4shared.com/file/11709773/882d2795/historiaEssoHitler.html



Wednesday, August 16, 2006
Começamos com um arquivo muito recente vinda direto da Radio Gaucha AM do Rio Grande do Sul e é a narraçao do segundo gol de Rafael Sobis sobre o São Paulo no Morumbi, em 09/08/2006 na final da Copa Libertadores, que souber o nome do narrador por favor deixe um comentario ai. Essa narração causou muita discussão no HP onde consegui, e dá pano pra manga sobre adiscussão da etica no rádio esportivo. Eu curto muito essa gravação comfiram e parabéns ao Inter.

http://rapidshare.de/files/29699157/R_dio_RBS_Gol_Rafael_Sobis_Inter.wav